PSC descumpre acordo em chapinha, incendeia coligação e candidatura de Lázaro está ameaçada

Spread the love

A formação de uma nova chapinha no principal grupo de oposição ao governo do estado causou revolta na bancada de deputados do Democratas. Após o PSC sair do grupo com o DEM, PSDB e o PRB, para fechar a formação de uma nova uma chapinha com PTB, PSC, SD e PPL), a bancada do grupo de José Ronaldo (DEM) passou a pedir a retirada imediata de Irmão Lázaro (PSC), candidato a senador, da chapa majoritária.

O prazo para as convenções partidárias terminou no último domingo (5). Durante a convenção do DEM que lançou Zé Ronaldo como candidato ao governo do estado neste sábado (4), o PSC defendeu a formação do chapão. “É o que vai favorecer pra que a gente tenha o maior número de eleitos em condições mais justas de competição possível”, falou o presidente da sigla cristã Heber Santana, na ocasião.

CURTA PÁGINA TRIBUNA DO SISAL NO FACEBOOK, VOCÊ SEMPRE BEM INFORMADO – CLIQUE AQUI!

 

Se contradizendo, o PSC migrou para a chapinha e, caso a bancada do DEM não seja vitoriosa em conseguir remover Irmão Lázaro da condição de candidato a senador pelo grupo, a bancada pede a retirada do apoio para o deputado federal.

PSDB AMEAÇA

Após o PSC descumprir o acordo na calada da noite, uma chapinha com PTB, PSC, SD e PPL, o PSDB ameaçou abandonar o grupo de Zé Ronaldo (DEM), caso o candidato Irmão Lázaro (PSC) continue na chapa majoritária como candidato a senador. Ir para o chapão era um dos pontos centrais do acordo que apaziguou os ânimos entre PSC e PSDB e permitiu que Lázaro fosse para a majoritária.

A bancada de deputados do partido na Assembleia Legislativa (AL-BA) já teria sido informada da decisão e o presidente do PSDB na Bahia, João Gualberto, já teria sinalizado a possibilidade do grupo eleger, sozinho, 5 deputados estaduais e 3 federais. Além de se retirarem do chapão, que atualmente ficou só com DEM, PSDB e PRB, o PSDB também iria fazer campanha contra Irmão Lázaro, caso o cristão permaneça ao lado de José Ronaldo.

LÁZARO DIZ NÃO CONCORDAR EM SER CANDIDATO EM CHAPA DIVIDIDA

Postulante ao Senado pelo PSC, o deputado federal Irmão Lazaro disse que não concorda em ser candidato em uma chapa dividida, após o Bahia Notícias divulgar que um novo bloco formando pelo PSC, PTB, PPL e SD foi criado para disputar a chapa proporcional (veja aqui).

“Entendo, infelizmente, que retirada desses partidos complica. Vou esperar a decisão. Não concordo em ser candidato em uma chapa dividida. Não vai ter como.  Defendo que se encontre um caminho para que todos possam se sentir satisfeitos no processo”, afirmou.

PSC MARCA REUNIÃO DE EMERGÊNCIA

Após membros do DEM e do PSDB ameaçarem retirar a candidatura de Irmão Lázaro ao Senado Federal, o PSC vai se reunir às pressas o seu quadro na tarde desta segunda-feira (6) e, no final do dia, vai se pronunciar através de uma nota à imprensa. A informação foi divulgada pelo ex-presidente da sigla no estado Eliel Santana ao Bahia Notícias.

O Partido Social Cristão se uniu ao PTB, SD e PPL para criar um novo bloco para chapa proporcional (candidatos a deputados estaduais e federais). O movimento foi entendido pelo grupo de José Ronaldo (DEM), candidato ao governo da Bahia, como uma traição.

Redação TS com informações do Bahia Noticias.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of